Dia de incentivar o empreendedorismo

O projeto Engenhoca Criativa segue capacitando e mostrando aos jovens novas formas de gerir as ideias.

Na manhã desta terça-feira, dia 19/06, 28 jovens do bairro Capão Redondo,  alunos do projeto Engenhoca Criativa, estiveram na sede da start up parceira, Explorum, para uma visita técnica. Os jovens de 14 a 19 anos tiveram, além de um bate papo sobre empreendedorismo nos dias de hoje, uma amostra prática de como unir a criatividade das novas ideias com o mercado de trabalho.

“Vocês precisam ser pessoas contestadoras” disse Eduardo Azevedo, fundador da Explorum, aos alunos. Para ele, algo muito importante que o empreendedor deve ter em mente é que o processo de criação nunca começa perfeito, e que o erro é uma parte crucial no aprendizado sobre empreendedorismo. Ele ainda disse que é essencial que se empreenda em algo que se tem afinidade, caso contrário, existe uma grande possibilidade de dar errado. “Imagine você indo trabalhar todos os dias naquilo que não gosta, o empreendedorismo dá a oportunidade de começar algo que realmente nos interessa dedicar o nosso tempo”.

Para Katia Souto, Coordenadora Pedagógica da Explorum, este encontro é muito importante para que os jovens vejam como funciona o empreendedorismo de uma forma mais prática, “Eles (os alunos) ainda estão em uma parte muito teórica do projeto Engenhoca, o encontro de hoje é para dar um primeiro contato com uma forma mais prática e ampla de empreender”.

Para o  desenvolvedor de circuitos elétricos, Kaio Santos, é uma satisfação enorme ver jovens de bairros que não tem tanto acesso à tecnologia se interessando por esses assuntos. “Me vejo muito neles, pois a vontade de aprender e o estimulo à criatividade, foram o que me levaram a estar aqui desenvolvendo essas tecnologias”

Sempre instruídos pelos educadores, Fabricio Rodrigues e Lóris Lugheri, a visita mudou a opinião dos jovens acerca do assunto. Como por exemplo, segundo um dos alunos do projeto, Lucas Christian, o encontro foi melhor do que o esperado e mudou sua percepção sobre empreendedorismo. “Antes de chegar aqui achei que era tudo mais rígido, pensei que o ambiente não seria descontraído assim” afirma o jovem que segue com o objetivo de empreender um dia, mas agora com uma nova visão, “Agora entendi que existem várias maneiras de empreender com as nossas ideias e que o mundo é de quem inova”.