Projeto da AlfaSol faz diversas ações em diferentes cidades de São Paulo

As atividades do projeto Oportunidades sem Fronteiras, realizado em parceria com a Elektro, não param. Em cada canto das cidades pertencentes ao projeto, jovens estão em envolvidos em inúmeras atividades.

Em Guarujá, por exemplo,a turma retornou do recesso organizando a biblioteca do abrigo.  Enquanto isso, na cidade de Dracena, os jovens continuam no desenvolvimento de habilidades de elétrica básica residencial e ​ocupações administrativas.

Mas não são apenas os educandos que estão nesse processo de aprendizagem. Os educadores também participam de formações continuadas, que ocorrem mensalmente, para trocarem ideias e experiências sobre as atividades realizadas com os jovens.

Veja mais algumas das atividades:

Apresentação do laboratório de elétrica

A turma de Atibaia está em formação no laboratório de elétrica desde o mês de outubro. E, no dia 19, houve mais um encontro. No entanto, a turma também recebeu três jovens do projeto da cidade de Piracaia.

 

Turma de Atibaia realiza visita técnica centro de treinamento de rede aérea da Elektro

No dia 17 de janeiro a turma formada pelos dois casulos de Atibaia teve a oportunidade de visitar o centro de treinamento de rede aérea (para técnicos em eletricidade da Elektro Atibaia), localizado próximo ao Centro de Formação, onde ocorrem as aulas. A visita foi importante para complementar os conhecimentos que estão sendo adquiridos pelos jovens.

 

Turma de Francisco Morato prepara mostra de artes

A turma de Francisco Morato é caprichosa e gosta de artes. Já estão se organizando para uma mostra de trabalhos no CIC.

 

Turma de Nazaré Paulista praticam atividades que permitem desenvolver habilidade de organização e pontualidade

Entre os temas sugeridos pelos jovens na avaliação estão a “organização” e a “pontualidade”. Eles se mostraram preocupados com a necessidade de ser pontual nas entrevistas e compromissos de emprego.

Os educadores, ao refletir sobre este tema no encontro formativo, ressaltaram a necessidade de trabalhar com a organização do tempo para deslocamento ao curso e a aferição de horário em relógio de ponteiro, algo que muitos dos jovens não sabem fazer. Dessa forma, a aula sobre organização do tempo vem acompanhada de uma prática, que é a de construir relógios de ponteiro. As fotos mostram os jovens de Nazaré Paulista, durante a visita pedagógica realizada no dia 24 de janeiro.

Turma de Piracaia participa de bate papo com psicóloga para tratar de  desafios do mercado de trabalho

Durante a visita pedagógica em Piracaia, no dia 24 de janeiro, os jovens receberam a visita da psicóloga Pâmela, que trabalha em projetos de assistência social da prefeitura municipal.  Por ser ainda bem jovem, a palestrante conseguiu explicar em linguagem bem simples e acessível para os jovens todos os dilemas que passou na escolha da carreira, as dificuldades financeiras para custear a faculdade, os esforços para estudar à noite e trabalhar de dia e muitos outros assuntos relacionados a profissão.

Em Piracaia, a educadora está organizando as aulas de forma que os jovens exercitem cada vez mais o seu protagonismo, “colocando a mão na massa” para que as atividades aconteçam.